Todo viajante que ingressa no Brasil, ou dele sai, com recursos em espécie, em moeda nacional ou estrangeira, em montante superior a R$ 10.000,00, é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV).

No seu retorno ao Brasil, você pode trazer mercadorias, sem o pagamento de tributos, desde que estejam incluídas no conceito de bagagem, não permitam presumir importação com fins comerciais ou industriais e respeitem simultaneamente o limite de valor global e o limite quantitativo.

Limite de valor global

  1. a) US$ 500,00 (quinhentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via aérea ou marítima; e
    b) US$ 300,00 (trezentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via terrestre, fluvial ou lacustre.

Limite quantitativo

Na via aérea ou marítima

  1. a) bebidas alcoólicas: 12 litros, no total;
    b) cigarros: 10 maços, no total, contendo, cada um, 20 unidades;
    c) charutos ou cigarrilhas: 25 unidades, no total;
    d) fumo: 250 gramas, no total;
    e) bens não relacionados nos itens “a” a “d” (souvenirs e pequenos presentes), de valor unitário inferior a US$ 10,00: 20 unidades, no total, desde que não haja mais do que 10 unidades idênticas ; e
    f) bens não relacionados nos itens “a” a “e”: 20 unidades, no total, desde que não haja mais do que 3 unidades idênticas.

Na via terrestre

  1. a) bebidas alcoólicas: 12 litros, no total;
    b) cigarros: 10 maços, no total, contendo, cada um, 20 unidades;
    c) charutos ou cigarrilhas: 25 unidades, no total;
    d) fumo: 250 gramas, no total;
    e) bens não relacionados nos itens “a” a “d” (souvenirs e pequenos presentes), de valor unitário inferior a US$ 5,00: 20 unidades, no total, desde que não haja mais do que 10 unidades idênticas; e
    f) bens não relacionados nos itens“a” a “e”: 10 unidades, no total, desde que não haja mais do que 3 unidades idênticas.

Além das isenções a que têm direito todos os viajantes em geral, você pode ter direito a isenções concedidas a viajantes em situações especiais. Verifique se é o seu caso.

Pergunte a um funcionário da aduana brasileira se você tiver dúvidas sobre as isenções de tributos a que você tem direito sobre os bens trazidos do exterior.

Os bens sujeitos ao pagamento de tributos ou aqueles para os quais  se deseje comprovar a regular entrada no País devem ser apresentados à fiscalização aduaneira localizada nos pontos de fronteira, nos portos e nos aeroportos, no momento da chegada ao Brasil.

Embale os produtos a serem declarados de forma que eles estejam acessíveis para a inspeção aduaneira. Isto ajuda a agilizar o desembaraço de sua bagagem.

Providencie medicamentos suficientes para a sua viagem. Verifique com a representação diplomática do(s) país(es) que você pretende visitar para se assegurar que seus medicamentos são legais nesses locais. Obtenha, com o seu médico, uma receita atestando que o medicamento é para você e a dosagem recomendada. Mantenha a embalagem original do medicamento.

Saiba que penalidades por posse de drogas podem resultar em multas pesadas, prisão ou mesmo pena de morte em alguns países estrangeiros.

O viajante que se destinar a qualquer país pertencente à União Européia e estiver portando dinheiro ou meios de pagamento ao portador em montante igual ou superior a EUR 10.000,00 (dez mil euros), deverá dirigir-se à Alfândega do país de destino para declarar, em formulário próprio, esses valores.

A bagagem desacompanhada recebe um tratamento tributário diferente do aplicado a bagagem acompanhada, não fazendo jus, por exemplo, à cota de isenção.

NÃO   transporte objetos para outras pessoas. Se você o fizer e for uma mercadoria proibida ou restrita, você será o responsável.

NÃO   acredite que você “não é o tipo”. Os funcionários aduaneiros podem selecionar pessoas e bagagens para inspeção detalhada por diversas razões. A seleção não deve ser vista como um reflexo da integridade, do caráter ou da aparência do viajante.

NÃO   forneça informações falsas para a Aduana. As penalidades por falsas informações (como faturas forjadas) são severas e podem resultar em apreensão das mercadorias e em processo criminal contra os responsáveis.

NÃO   traga para o Brasil mercadorias pirateadas ou contrafeitas. A pirataria de direitos autorais e a contrafação de marcas são ilegais. As mercadorias contrafeitas ou pirateadas importadas para o Brasil estão sujeitas a apreensão pela Aduana e os seus portadores podem ser processados civil e criminalmente.

NÃO   traga bens e mercadorias com finalidade comercial. Se trouxer, declare-os na Declaração de Bagagem Acompanhada e informe, antes de qualquer ação da fiscalização aduaneira, que eles serão submetidos a despacho comum de importação ,  identificando a pessoa jurídica que o promoverá. Caso contrário, você  poderá perder a mercadoria.

NÃO  é permitida a importação de mercadorias para fins comerciais ou industriais por pessoas físicas.

O conversor de moedas auxilia você no planejamento financeiro de sua viagem.


Mas atenção: as simulações aqui apresentadas referem-se ao dólar comercial, utilizado por empresas, para importação e exportação. Consulte-nos sobre a cotação e valores finais para turismo.

Consulte os departamento públicos do Governo brasileiro em outros países.

Consulta de Voô

http://www.infraero.gov.br/voos/index.aspx

Consulte nossa lista de embaixadas brasileiras no exterior e também embaixadas internacionais no Brasil.

<head> <title>Dicas Quentes - Horários no Mundo
  Horário no Mundo
                                                                                                                              Relação mais completa de cidades/países
 

     Brasil (São Paulo):

  América do Sul
 

Assuncion
(Paraguai)

Bogotá
(Colômbia)

  Buenos Aires
(Argentina)

Caracas
(Venezuela)

  La Paz
(Bolivia)

Lima
(Peru)

  Montevideu
(Uruguai)

Quito
(Equador)

  Santiago
(Chile)

   
  América do Norte

 

Honolulu
(EUA)

Mexico
(Mexico)

  Miami
(EUA)

Montreal
(Canadá)

  Nova York
(EUA)

Washington
(EUA)

  América Central e Caribe

 

Havana
(Cuba)

Manágua
(Nicarágua)

  Panamá
(Panamá)

San Juan
(Porto Rico)

  San Salvador
(El Salvador)

São Domingo
(Rep. Dominicana)

  África
  Argel
(Argélia)

Cairo
(Egito)

  Casablanca
(Marrocos)

Cid. do Cabo
(África do Sul)

  Dakar
(Senegal)

Kampala
(Uganda)

  Lagos
(Nigéria)

Tripoli
(Líbia)

  Tunis
(Tunísia)

   
  Ásia
  Bangkok
(Tailandia)

Jakarta
(Indonésia)

  Manilla
(Filipinas)

Nova Deli
(Índia)

  Pequim
(China)

Seul
(Coréia)

  Tokio
(Japão)

   
  Austrália e Oceania
  Sidney
(Austrália)

   
  Europa
  Amsterdam
(Holanda)

Atenas
(Grécia)

  Belgrado
(Sérvia)

Berlim
(Alemanha)

  Berna
(Suiça)

Bruxelas
(Bélgica)

  Bucareste
(Romenia)

Budapeste
(Hungria)

  Copenhague
(Dinamarca)

Estocolmo
(Suécia)

  Helsinque
(Finlandia)

Lisboa
(Portugal)

  Londres
(Inglaterra)

Madrid
(Espanha)

  Moscou
(Russia)

Oslo
(Noruega)

  Paris
(França)

Praga
(República Tcheca)

  Roma
(Itália)

Sofia
(Bulgária)

  Varsóvia
(Polonia)

Viena
(Austria)

  Oriente Médio
  Ankara
(Turquia)

Bagdad
(Iraque)

  Beirute
(Líbano)

Damasco
(Síria)

  Dubai
(Em. Arábes)

Jerusalem
(Israel)

  Riydah
(Arábia)

   
  Relação mais completa de cidades/países

Homens

Brasil EUA Argentina França Itália Espanha Alemanha Inglaterra
Camisas
37 15 37 37 37 37 37 37
38 15 38 38 38 38 38 38
39 15 ½ 39 39 39 39 39 39
40 16 40 40 40 40 40 40
41 16 ½ 41 41 41 41 41 41
42 17 42 42 42 42 42 42
43 17 ½ 43 43 43 43 43 43
Ternos
46 36 46 46 46 36 46 36
48 40 48 48 48 38 48 38
50 44 50 50 50 40 50 40
52 46 52 52 52 42 52 42
54 48 54 54 54 44 54 44
Sapatos
37/38 5 ½ 4 4 37/38 4 4 6
39 7 5 5 39 5 5 7
40 7 ½ 6 6 40 6 6 7 ½
41 8 7 7 41 7 7 8
42 8 ½ 8 8 42 8 8 9
43 9 ½ 9 9 43 9 9 10


Mulheres

Brasil EUA Argentina França Itália Espanha Alemanha Inglaterra
Vestidos / Sobretudo
38 8 40 38 40 30 40 10
40 10 42 40 42 32 42 12
42 12 44 42 44 34 44 14
44 14 46 44 46 36 46 16
46 16 48 46 48 38 48 18
48 18 50 48 50 40 50 20
Sapatos
35 5 ½ 37 37 37/38 37/38 37/38 3
36 6 38 ½ 38 ½ 39/40 39/40 39/40 4
37 6 ½ 39 39 40/41 40/41 40/41 5
38 7 ½ 39 ½ 39 ½ 41/42 41/42 41/42 6
39 8 ½ 40 40 42/43 42/43 42/43 7
40 9 40 ½ 40 ½ 43/44 43/44 43/44
Blusas e Camisetas
38 10 38 38 38 12 38 32
40 12 40 40 40 14 40 34
42 14 42 42 42 16 42 36
44 16 44 44 44 18 44 38
46 18 46 46 46 20 46 40
48 20 48 48 48 22 48 42

Equivalência de medidas

1 polegada 2,54 centímetros
1 pé 30,4799centímetros
1 jarda 0,914399 metro
1 milha 1,60903quilômetros
1 centímetro 0,39370113polegada
1 metro 39,370113polegadas
3,28084 pés
1,093614 jardas
1 polegadaquadrada 6,4516centímetros
1 pé quadrado 9,2903decímetros
1 jarda quadrada 0,836126 metro
1 centímetroquadrado 0,155 polegada
1 metro quadrado 10,7639 dois pés
1,196 jardas
1 galão(Grã-Bretanha) 4,543 litros
1 galão (EstadosUnidos) 3,785 litros
1 hectare 2,4711 acres
10.000 metros
1 onça 28,350 gramas
1 libra 16 onças
0,45359 quilogramas
1 toneladainglesa 2,240 libras
1.016 quilogramas
1 quilograma 2,20462 libras

Documentos necessários:

Para garantir a tranquilidade e conforto de sua viagem, lembre-se de organizar a documentação necessária antes do embarque. Os documentos devem estar em boas condições para que a identificação por foto seja possível. No caso de viagens internacionais não são aceitas cópias autenticadas, somente o documento original e dentro da validade.
Há orientações específicas para voos nacionais e internacionais. Leia as informações com atenção e boa viagem!

 

Voos nacionais

Tenha em mãos um dos documentos abaixo:

  • Passaporte nacional;
  • Carteira de identidade (RG) expedida pela Secretaria de Segurança Pública de um dos Estados da Federação ou Distrito Federal (documentos aceitos, com prazo de validade 10 anos);
  • Cartão de identidade expedido por ministério ou órgão subordinado à Presidência da República, incluindo o Ministério da Defesa e os Comandos da Aeronáutica, da Marinha e do Exército (documentos aceitos, que independem da validade);
  • Cartão de identidade expedido pelo Poder Judiciário ou Legislativo, em nível federal ou estadual; (documentos aceitos, que independem da validade)
  • Carteira nacional de habilitação (modelo com fotografia);
  • Carteira de trabalho;
  • Carteira de identidade emitida por Conselho ou Federação de categoria profissional, com fotografia e fé pública em todo o território nacional;
  • Licença de piloto, comissário, mecânico de voo e despachante operacional de voo emitida pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC);
  • Outro documento de identificação com fotografia e fé pública em todo o território nacional. Em viagem no território nacional, os documentos podem ser aceitos independentemente da data de validade, podendo ser originais ou cópias autenticadas. Os documentos devem permitir a identificação do passageiro. Em caso de furto, roubo ou extravio de documento de passageiro de nacionalidade brasileira, em viagem no território nacional, poderá ser aceito o Boletim de Ocorrência (BO), desde que tenha sido emitido há menos de 60 dias.

São aceitos cartões de identidade expedidos pelo poder judiciário ou legislativo, no nível federal ou estadual, e também cartões de identidade expedidos pelo ministério ou órgão subordinado à Presidência da República, incluindo o Ministério da Defesa e os Comandos da Aeronáutica, da Marinha e do Exército.
Para os voos nacionais, todos estes documentos são aceitos independentemente de suas validades e podem ser apresentados em seu formato original ou cópia autenticada.

Atenção!

  • Se o seu documento foi furtado, roubado ou extraviado você pode utilizar o Boletim de Ocorrência (B.O.), desde que tenha sido emitido a menos de 60 (sessenta) dias.
  • O protocolo de pedido da Cédula de Identidade de Estrangeiro (CIE) – RNE expedido pelo Departamento de Polícia Federal pode ser aceito em substituição ao documento original pelo período máximo de 180 (cento e oitenta) dias contados da data de sua expedição.

 

Voos internacionais

Para embarcar em alguns voos internacionais, é necessário ter passaporte (se o destino for os Estados Unidos, por exemplo).
Mas, se o país de destino é membro do Mercosul ou tem acordo de viagem com o Brasil (Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Venezuela e Bolívia), os documentos abaixo também podem ser utilizados:

  • Carteira de Identidade (RG)
    Atenção: o documento deve ter menos de dez anos de emissão.
  • Registro de Identidade Civil (RIC)
  • Cédula de Identidade de Estrangeiro expedida pela Polícia Federal (RNE)

 

País de emissão Documentos aceitos
Argentina
  • Documento Nacional de Identidade
  • Passaporte
Brasil
  • Registro de Identidade Civil (RIC)
  • Cédula de Identidade expedida pela Secretaria de Segurança Pública de uma das Unidades da Federação com validade nacional
  • Cédula de Identidade de Estrangeiro expedida pela Polícia Federal (RNE)
  • Passaporte
Paraguai
  • Cédula de Identidade
  • Passaporte
Uruguai
  • Cédula deIdentidade
  • Passaporte
Bolívia
  • Cédula de Identidade
  • Cédula de Extranjeros
  • Passaporte
Chile
  • Cédula de Identidade
  • Passaporte
Venezuela
  • Cédula de Identidade
  • Passaporte

 

Para os voos internacionais, todos estes documentos devem ser apresentados em suas vias originais e devem estar dentro do prazo da validade.
Atenção!

Alguns países que têm o passaporte como documento obrigatório para estrangeiros exigem também visto de entrada para viajantes brasileiros.
Se você vai visitar algum dos países abaixo, informe-se para saber se há necessidade de visto de entrada no país:

 

País de destino Passaporte válido Exigência de visto Bilhete de retorno ou saída
Aruba Por todo o período de permanência. Visto requerido, exceto para uma estadia máxima de 30 dias. Exigido
Barbados Por todo o período de permanência. Visto requerido, exceto para uma estadia máxima de 6 meses. Recomendado
Curaçao Por todo o período de permanência. Visto requerido, exceto para uma estadia máxima de 3 meses. Recomendado
Panamá Por no mínimo 3 meses após a data de chegada ao país. Visto requerido, exceto para uma estadia máxima de 180 dias para viagens a turismo. Recomendado
República Dominicana Na data de chegada ao país. Visto requerido, exceto para brasileiros que podem obter um Cartão de Turista na chegada para uma estadia máxima de 30 dias. Este Cartão de Turista tem uma taxa* de 10 dólares americanos. Recomendado
Estados Unidos Com vencimento em até 6 meses da data da viagem. Visto requerido Exigido comprovar que tem bilhete de retorno, mesmo que seja de outra companhia

 

ATENÇÃO:
OS DOCUMENTOS ABAIXO, ORIGINAIS OU QUAISQUER CÓPIAS, NÃO SÃO ACEITOS PARA EMBARQUES INTERNACIONAIS:

CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO (CNH)
CARTEIRAS DE IDENTIDADE EXPEDIDAS PELO MINISTÉRIO DA DEFESA, COMANDOS DA MARINHA, AERONÁUTICA E EXÉRCITO
CARTEIRA DE TRABALHO
CARTEIRA DE IDENTIDADE EMITIDA POR CONSELHO OU FEDERAÇÃO DE CATEGORIA PROFISSIONAL (Ex: Carteira da Ordem dos Advogados do Brasil)
LICENÇAS EMITIDAS PELA ANAC
BOLETINS DE OCORRÊNCIA (B.O.)
CERTIDÕES DE NASCIMENTO

O passaporte é um documento imprescindível quando se trata de viagens internacionais. Observe sempre a validade de seu passaporte: ela deve ser no mínimo até a data de seu retorno ao Brasil. Caso vá para algum país que exija visto (ex: Estados Unidos, Austrália etc), o mínimo necessário são 3 meses.

Febre Amarela

O que é

Fonte: FIOCRUZ (Ministério da Saúde)

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. A doença tem importância epidemiológica por sua gravidade clínica e potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Prevenção

O Sistema Único de Saúde oferta vacina contra febre amarela para a população. Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida, medida que está de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Toda pessoa que reside em Áreas com Recomendação da Vacina contra febre amarela e pessoas que vão viajar para essas áreas deve se imunizar.

A vacinação para febre amarela é ofertada na rotina dos municípios com recomendação de vacinação nos seguintes estados: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Além das áreas com recomendação, neste momento, também está sendo vacinada a população do Espírito Santo.

Para mais informações consulte o portal do Ministério da Saúde

Vistos de turismo
O visto é a permissão de entrada concedida por um país ao cidadão estrangeiro. Varia de acordo com a duração e o objetivo da viagem. Deve ser solicitado no consulado ou embaixada do país de destino.

Os brasileiros que desejam obter o visto de entrada em outros países devem comparecer ao consulado ou embaixada do país de destino. Estados Unidos, Japão, China, Índia, entre outros, são algumas das nações que exigem a documentação nos passaportes brasileiros, assim como a maioria dos países de Oceania, África e Europa oriental.

Nações da Europa ocidental e América Latina não solicitam visto para turistas brasileiros, devido a um acordo de reciprocidade com o Brasil.

O Ministério de Relações Exteriores recomenda que o interessado em viajar para fora do Brasil preencha o maior número possível de informações no formulário obrigatório, o Sistema de Controle e Emissão de Documentos de Viagem (SCEDV), para assim reduzir o prazo de processamento do pedido solicitado.

Depois, é necessário entregar o protocolo assinado, com os documentos originais do respectivo viajante e ainda um comprovante de pagamento de rendimentos ao agente consular na embaixada ou consulado respectivo.  Todo o processo pode ser acompanhado pelo site do Sistema de Controle e Emissão de Documentos de Viagem (SCEDV) .

Estados Unidos
Para emitir o visto norte-americano, o interessado paga uma taxa que lhe irá gerar uma senha (válida por 180 dias) com acesso a informações sobre a documentação necessária. Depois, os formulários são preenchidos e a entrevista marcada.

Para solicitação do visto em si, é necessário pagar mais uma outra. O passaporte deve ter pelo menos seis meses de validade. A entrega da documentação não garante que o visto será concedido. A embaixada avisa que as recusas, geralmente, acontecem quando a pessoa demonstra ter vínculos o suficiente para querer permanecer de maneira ilegal nos EUA.
Para solicitar o visto norte-americano visite o site oficial de informações de visto para os Estados Unidos .

México
ELIMINA-SE O REQUISITO DE VISTO AOS PORTADORES DE PASSAPORTES COMUNS ENTRE MÉXICO E BRASIL, PARA VIAGEM DE CURTA DURAÇÃO. ESTA MEDIDA ENTRA EM VIGOR A PARTIR DAS ZERO HORA DO DIA 16 DE MAIO DE 2013

No caso dos cidadãos brasileiros, a isenção será aplicável a favor dos Visitantes sem permissão para realizar atividades remuneradas, por uma temporalidade de 180 dias, de conformidade com o estabelecido no artigo 40, fração I da Lei de Migração. Permitirá realizar atividades turísticas, de transito, desportivas, de negócios que não impliquem remuneração em território nacional, assistir a eventos e conferências e realizar estudos que não excedam de 180 dias.
Para saber como solicitar o documento de entrada no México, visite o site da embaixada do país .

Japão
A embaixada japonesa exige um formulário de solicitação para entrar no país, passagens de ida e volta, comprovantes de renda, cronograma de viagem ou o panfleto do pacote turístico. O processo para adquirir a permissão de entrada no local não costuma ser complicado. Os mesmos documentos são exigidos para a obtenção do visto chinês, além dos pagamentos das taxas consulares e de uma carta de vínculo empregatício com papel timbrado.
Para maiores detalhes sobre como obter o visto, visite o site da embaixada do Japão no Brasil.

Europa ocidental e Rússia
Os países que integram a Europa Ocidental e, mais recentemente, a Rússia não solicitam visto para os turistas brasileiros que irão ficar 90 dias em seus respectivos territórios, a cada 6 meses. Quem desejar ficar mais tempo precisa da autorização. Para evitar maiores problemas, além do passaporte com validade mínima de 6 meses, tenha em mãos a passagem de volta, os comprovantes de hospedagem, o seguro de saúde contratado e mostre que possui condições de bancar a sua estadia no continente.
Para maiores detalhes, visite a embaixada ou o consulado do país de destino.

Canadá
O Canadá solicita uma extensa papelada empregatícia, como cópias do imposto de renda, cópias dos últimos três holerites, carta do empregador informando o período de férias, cópia dos últimos três pró-labores e do último contrato social, para conceder o visto. Também é preciso apresentar a cópia do extrato bancário do último mês, bem como aplicações na poupança e fundos de investimento.
Para solicitar o visto canadense, acesse ao site da embaixada

Índia
A Índia também solicita o visto para brasileiros. O viajante deve, além de conseguir toda a documentação obrigatória, como passaporte válido por no mínimo seis meses e formulários devidamente preenchidos, apresentar um Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela.
Visite o site da embaixada da Índia para maiores informações sobre como solicitar o visto de entrada.

Visto para estrangeiros
No Brasil, existem sete tipos de visto para estrangeiros: trânsito, turista, temporário, permanente, cortesia, oficial e diplomático. Saiba mais no site do Ministério da Justiça .

Fonte:
Ministério das Relações Exteriores

VISTOS AMERICANOS

https://br.usembassy.gov/pt/visas-pt/